Share Button

A Medida de um Metro

O valor do metro é fundamental para o sistema que usamos no dia a dia para medir o comprimento de praticamente tudo. Quando falamos de viagens, medimos distâncias em quilômetros, unidades de 1.000 metros. Para medir uma folha de papel, usamos o centímetro, a centésima parte do metro. Mas, como definir a medida de um metro? A história do metro é longa e fascinante, mas aqui vamos ver apenas um pequeno resumo para chegar a algumas aplicações práticas.

Como maneira de acabar com conflitos frequentes entre países, tratados feitos entre 1799 e 1889 serviram para estabelecer valores universalmente aceitos para medidas, inclusive o metro e o quilograma. A maioria dos países aderiram a esse sistema, embora os EUA e alguns outros continuem usando sistemas mais antigos ou misturas de vários.

Para definir o metro, cientistas calcularam a circunferência do planeta Terra e dividiram esse valor por 40.000.000 para estabelecer a medida padrão chamada de metro. Em 1983, a 17ª Conferência Geral de Pesos e Medidas optou por uma definição mais precisa: “O metro é o comprimento do trajeto percorrido pela luz no ‘vácuo’ durante um intervalo de tempo correspondente a 1/299792458 de segundo”. Isso significa que, se os cientistas futuramente provarem um erro na medição levando a um novo valor para a velocidade da luz, o nosso metro seria alterado para se conformar a esse valor corrigido.

Essa medida foi definida muitos séculos depois de Deus encerrar a revelação das Escrituras, mas ainda serve para ilustrar um fato importante. Para quem reconhece Deus como Criador, o tamanho da Terra e a velocidade da luz foram determinados por ele, e a medida usada pelos homens reflete essas definições divinas. Ou seja, o homem decidiu se conformar ao padrão estabelecido por Deus.

Vários trechos bíblicos vinculam dois conceitos importantes. O mesmo Deus que estabeleceu a ordem do Universo material estabelece os princípios para governar a conduta humana. Quem fez as regras físicas também fez as regras espirituais e morais. Consideremos alguns exemplos desse argumento nas Escrituras.

Salmo 19: Deus se apresenta pelas obras criativas dos corpos celestes (Salmo 19:1-6). Seus preceitos revelados para guiar os homens são perfeitos, verdadeiros e justos (Salmo 19:7-11).

Colossenses 1: Toda a Criação foi feita por Jesus Cristo (Colossenses 1:16-17). Por isso, ele exerce a primazia absoluta e governa a igreja, seu povo (Colossenses 1:18). O mesmo argumento aparece em Hebreus 1:2-3; 2:1-4.

Romanos 1: O poder e o caráter de Deus são visíveis na Criação material (Romanos 1:20a). É um ato insensato e fatal se desviar de qualquer princípio religioso ou moral que ele nos deu (Romanos 1:20b,24-27,28-32). A idolatria nega a Deus porque adora criaturas no lugar do Criador. A imoralidade nega a Deus porque se desvia do propósito que ele estabeleceu quando nos criou.

Salmo 33: O Universo, inclusive o exército dos céus (as estrelas), foi feito pelo poder da sua palavra (Salmo 33:6-9). A palavra do Senhor, comunicada aos homens nas Escrituras, é reta, fiel, justa e boa (Salmo 33:4-5). Os homens e nações que reconhecem esses fatos e se submetem à autoridade de Deus são felizes, mas o Senhor frustra os planos daqueles que se acham capazes de determinar seu próprio caminho (Salmo 33:10-12). É fútil fazer leis civis ou doutrinas religiosas que contradizem a palavra de Deus! É uma lição que os líderes governamentais e religiosos precisam desesperadamente ouvir!

Que nosso apelo ao Senhor seja o mesmo do profeta Jeremias: “Eu sei, ó SENHOR, que não cabe ao homem determinar o seu caminho, nem ao que caminha o dirigir os seus passos. Castiga-me, ó SENHOR, mas em justa medida, não na tua ira, para que não me reduzas a nada” (Jeremias 10:23-24).

-por Dennis Allan


ESTUDOS BÍBLICOS       PESQUISAR NO SITE       MENSAGENS EM ÁUDIO      MENSAGENS EM VÍDEO     

ESTUDOS TEXTUAIS      ANDANDO NA VERDADE     O QUE ESTÁ ESCRITO?      O QUE A BIBLIA DIZ?

 

O Que Esta Escrito?
 
©1994, ©1995, ©1996, ©1997, ©1998, ©1999, ©2000, ©2001, ©2002, ©2003, ©2004, ©2005, ©2006, ©2007, ©2008, ©2009
 Redator: Dennis Allan, C.P. 500 -- Jarinu – SP -- CEP: 13240-970

Andando na Verdade
©1999, ©2000, ©2001, ©2002, ©2003, ©2004, ©2005, ©2006, ©2007, ©2008
Redator: Dennis Allan, C.P. 500 -- Jarinu – SP -- CEP: 13240-970

Todos os artigos no site usados com permissão dos seus autores e editoras, que retêm direitos autorais sobre seu próprio trabalho. / 
All of the articles on this site are used with permission of their authors and publishers, who retain rights of use and copyright control over their own work.

Estudos Bíblicos
estudosdabiblia.net
©1995-2017 Karl Hennecke, USA