Share Button

Salmo 103: Ele é Quem Perdoa

“Bendize, ó minha alma, ao SENHOR”. Essas palavras de glória para Deus iniciam e encerram o Salmo 103, identificado como um hino escrito por Davi. O título não posiciona esse salmo em um contexto histórico específico, mas sua ênfase na compaixão e misericórdia de Deus em perdoar os pecados sugere a probabilidade do salmo ter sido composto depois do pecado de Davi com Bate-Seba. Compare a mensagem desse hino com os Salmos 51 e 32.

Davi oferece louvor a Deus com todo o seu ser, considerando todos os atributos de Deus que ele conhece: “Bendize, ó minha alma, ao SENHOR, e tudo o que há em mim bendiga ao seu santo nome. Bendize, ó minha alma, ao SENHOR, e não te esqueças de nem um só dos seus benefícios” (versos 1 e 2). A totalidade do homem se dedica a adoração da totalidade de Deus!

Os cânticos relatados no hinário de Israel tratam de diversos motivos para adorar a Deus. Um tema frequente é o foco do Salmo 103: a misericórdia do Deus que perdoa os pecados dos homens. Davi descreve as obras de Deus com vários termos que refletem sua compaixão para com os pecadores. O Senhor perdoa as iniquidades e sara as enfermidades (verso 3). Ele redime a vida e estende graça e misericórdia (verso 4). Deus é misericordioso, compassivo, longânimo e benigno (verso 8).

A grandeza de Deus é evidente no que ele faz, e igualmente visível no que ele não faz: “Não repreende perpetuamente, nem conserva para sempre a sua ira. Não nos trata segundo os nossos pecados, nem nos retribui consoante as nossas iniquidades” (versos 9 e 10). As Escrituras ensinam que o salário do pecado é a morte, a separação de Deus (Romanos 6:23). Quando Deus perdoa o pecado e permite o retorno do culpado à sua comunhão, ele cancela essa sentença.

O perdão que Deus oferece ao pecador é completo. Diferente da nossa tendência em falar de perdão, mas sempre lembrar a ofensa cometida, a compaixão do Senhor resulta na remissão total: “Pois quanto o céu se alteia acima da terra, assim é grande a sua misericórdia para com os que o temem. Quanto dista o Oriente do Ocidente, assim afasta de nós as nossas transgressões” (versos 11 e 12). Considerando nossa incapacidade de resolver, por força ou vontade própria, o problema dos nossos pecados, o conceito de um Deus misericordioso nos oferece esperança. Ele sabe muito bem das limitações das suas criaturas humanas, feitas do pó da terra (verso 14). Só Deus perdoa. Ele é o único capaz de nos salvar.

Davi frisa a diferença entre o homem e seu Criador com ênfase no contraste entre temporário e eterno. Os dias do homem se comparam às plantas que florescem e somem (versos 15 e 16), mas a misericórdia de Deus, como o próprio Senhor, “é de eternidade a eternidade” (verso 17).

Nos últimos versos, Davi chama todos que existem sob o domínio divino a participar na adoração ao Eterno Deus. Os anjos, que executam as ordens de Deus, devem bendizer seu nome. Os exércitos do Senhor, todos servos obedientes, devem adorá-lo (versos 20 e 21). Todas as obras do Criador existem para honrá-lo (verso 22). A universalidade desse apelo se torna evidente na comparação dos versos 19 e 22. Todas as obras de Deus em todo o seu domínio devem adorá-lo (verso 22). Seu domínio é universal, pois “o seu reino domina sobre tudo” (verso 19).

É importante para cada pessoa refletir sobre a grandeza de Deus, apreciando sua posição como Senhor sobre tudo e sobre todos. Devemos pensar sobre a submissão de multidões de anjos e de toda a natureza ao seu Criador. Paulo aplicou esse conceito a Jesus Cristo quando escreveu: “para que ao nome de Jesus se dobre todo joelho, nos céus, na terra e debaixo da terra” (Filipenses 2:10). Mas, a mensagem do Salmo 103 frisa, do começo ao fim, um outro fato de enorme importância. Deus merece a minha adoração, a minha obediência, o meu serviço, a minha submissão total: “Bendize, ó minha alma, ao SENHOR, e tudo o que há em mim bendiga ao seu santo nome” (verso 1).

-por Dennis Allan


ESTUDOS BÍBLICOS       PESQUISAR NO SITE       MENSAGENS EM ÁUDIO      MENSAGENS EM VÍDEO     

ESTUDOS TEXTUAIS      ANDANDO NA VERDADE     O QUE ESTÁ ESCRITO?      O QUE A BIBLIA DIZ?

 

O Que Esta Escrito?
 
©1994, ©1995, ©1996, ©1997, ©1998, ©1999, ©2000, ©2001, ©2002, ©2003, ©2004, ©2005, ©2006, ©2007, ©2008, ©2009
 Redator: Dennis Allan, C.P. 60804, São Paulo, SP, 05786-970.

Andando na Verdade
©1999, ©2000, ©2001, ©2002, ©2003, ©2004, ©2005, ©2006, ©2007, ©2008
Redator: Dennis Allan, C.P. 60804, São Paulo, SP, 05786-970

Todos os artigos no site usados com permissão dos seus autores e editoras, que retêm direitos autorais sobre seu próprio trabalho. / 
All of the articles on this site are used with permission of their authors and publishers, who retain rights of use and copyright control over their own work.

Estudos Bíblicos
estudosdabiblia.net
©1995-2016 Karl Hennecke, USA

 

 

ESTUDOS BÍBLICOS       PESQUISAR NO SITE       MENSAGENS EM ÁUDIO      MENSAGENS EM VÍDEO     

ESTUDOS TEXTUAIS      ANDANDO NA VERDADE     O QUE ESTÁ ESCRITO?      O QUE A BIBLIA DIZ?

 

O Que Esta Escrito?
 
©1994, ©1995, ©1996, ©1997, ©1998, ©1999, ©2000, ©2001, ©2002, ©2003, ©2004, ©2005, ©2006, ©2007, ©2008, ©2009
 Redator: Dennis Allan, C.P. 60804, São Paulo, SP, 05786-970.

Andando na Verdade
©1999, ©2000, ©2001, ©2002, ©2003, ©2004, ©2005, ©2006, ©2007, ©2008
Redator: Dennis Allan, C.P. 60804, São Paulo, SP, 05786-970

Todos os artigos no site usados com permissão dos seus autores e editoras, que retêm direitos autorais sobre seu próprio trabalho. / 
All of the articles on this site are used with permission of their authors and publishers, who retain rights of use and copyright control over their own work.

Estudos Bíblicos
estudosdabiblia.net
©1995-2016 Karl Hennecke, USA