Share Button

Salmo 140: Preserva-me do Homem Violento

Davi conheceu bem o problema de adversários tentarem derrubá-lo. Em várias ocasiões, o rei Saul tentou prender ou matar Davi para evitar sua ascensão ao trono de Israel. Doegue, um dos servos leiais a Saul, se mostrou especialmente cruel na sua perseguição do filho de Jessé. Décadas depois, Absalão e as pessoas que apoiaram sua rebelião armaram suas ciladas para tirar Davi da sua posição como rei. Davi enfrentou ameaças físicas, calúnias e mentiras. Vários dos seus Salmos falam de tal oposição e a angústia dos maus tratos que ele sofreu. Salmo 140 é um deles. Não sabemos a circunstância exata que levou Davi a compor esse hino, mas encontramos nos seus versos mensagens ricas e importantes sobre a justiça do Senhor.

Três vezes em apenas 14 versos, Davi fala sobre o homem violento, pedindo a proteção divina desse tipo de pessoa. Quando ouvimos a palavra “violento”, a nossa tendência é de pensar em agressão física, e a vida de Davi claramente incluía experiências desse tipo. Desde a sua juventude, Davi era um guerreiro de renome em Israel (1 Samuel 18:6-7). Vários capítulos dos registros do reinado de Davi são dedicados aos relatos das suas guerras, pois ele foi usado por Deus para expandir o território de Israel e segurar suas fronteiras. Ele conheceu homens violentos.

Nesse Salmo, porém, há um vínculo inegável da violência com as palavras maliciosas:

“Livra-me, SENHOR, do homem perverso, guarda-me do homem violento, cujo coração maquina iniquidades e vive forjando contendas. Aguçam a língua como a serpente; sob os lábios têm veneno de áspide” (versos 1 a 3).

“O caluniador não se estabelecerá na terra; ao homem violento, o mal o perseguirá com golpe sobre golpe” (verso 11).

Há, pelo menos, duas mensagens importantes que podemos aproveitar dessa ligação entre a violência e a maledicência: (1) Devemos reconhecer a ameaça apresentada pelas mentiras e falsas acusações do homem perverso, que pode ser pior do que a ameaça de violência física. (2) É preciso reconhecer o perigo de perder controle das nossas próprias línguas e causar estrago na vida dos outros (leia Tiago 3:1-12).

Outra tática do homem violento é conduzir a sua vítima ao perigo: “Guarda-me, SENHOR, da mão dos ímpios, preserva-me do homem violento, os quais se empenham por me desviar os passos” (verso 4). O malfeitor não precisa nos confrontar diretamente com suas ameaças agressivas. Se ele conseguir nos tirar do caminho da justiça, guiando nossos pés para caminhos tortos, ele terá a vitória sobre nós. Davi queria manter-se firme no caminho do Senhor, e viu como inimigo qualquer um que tentava tirá-lo da presença de Deus.

Uma característica impressionante desse Salmo é a abordagem de Davi à ameaça. Ele não fala de se defender, nem com palavras nem com a força física. Enquanto é certo esclarecer os fatos e responder às dúvidas levantadas sobre nosso procedimento, nem sempre é possível nem aconselhável tentar responder às acusações dos adversários. Pessoas que vivem criando contendas inventam inúmeras falsas acusações e não aceitam as respostas dadas. Davi entendeu que a resposta viria do Senhor, e, por esse motivo, focou sua atenção na sua comunhão com Deus.

Da mesma maneira que Davi procurou o livramento em Deus, nós devemos confiar na justiça do Senhor. Como Deus permitiu que Davi, Jesus, Pedro, Paulo e muitos outros sofressem os maus tratos dos seus adversários, ele pode permitir que o nosso sofrimento continue por um bom tempo. Muitos exemplos bíblicos mostram que Deus permite angústia na vida dos seus servos, até durante toda a sua vida aqui na terra. A confiança do servo do Senhor não depende de uma retribuição imediata, pois sabe que o reto Juiz acertará as contas na eternidade: “Assim, os justos renderão graças ao teu nome; os retos habitarão na tua presença” (verso 13).

Cabe a nós superarmos qualquer tendência à violência ou maledicência em nossas vidas e andarmos humildemente com nosso Deus.

- por Dennis Allan


ESTUDOS BÍBLICOS       PESQUISAR NO SITE       MENSAGENS EM ÁUDIO      MENSAGENS EM VÍDEO     

ESTUDOS TEXTUAIS      ANDANDO NA VERDADE     O QUE ESTÁ ESCRITO?      O QUE A BIBLIA DIZ?

 

O Que Esta Escrito?
 
©1994, ©1995, ©1996, ©1997, ©1998, ©1999, ©2000, ©2001, ©2002, ©2003, ©2004, ©2005, ©2006, ©2007, ©2008, ©2009
 Redator: Dennis Allan, C.P. 500 -- Jarinu – SP -- CEP: 13240-970

Andando na Verdade
©1999, ©2000, ©2001, ©2002, ©2003, ©2004, ©2005, ©2006, ©2007, ©2008
Redator: Dennis Allan, C.P. 500 -- Jarinu – SP -- CEP: 13240-970

Todos os artigos no site usados com permissão dos seus autores e editoras, que retêm direitos autorais sobre seu próprio trabalho. / 
All of the articles on this site are used with permission of their authors and publishers, who retain rights of use and copyright control over their own work.

Estudos Bíblicos
estudosdabiblia.net
©1995-2017 Karl Hennecke, USA