Share Button

Salmo 53: Porque Deus os Rejeita

Escolhemos entre dois caminhos com destinos opostos. Ou invocamos o nosso Criador em humilde submissão, ou nos rebelamos contra Deus em arrogante negação da sua soberania. Essa escolha é o assunto do Salmo 53. Descrito no cabeçalho como Salmo didático de Davi, esse hino é muito parecido, até quase idêntico, com o Salmo 14, que já consideramos em outro estudo. Esses cânticos foram citados pelo apóstolo Paulo para mostrar o problema universal de homens pecadores (Romanos 3:10-12). Pessoas que decidem excluir Deus dos seus pensamentos terão de encarar as consequências da sua escolha.

Davi inicia o Salmo com um alerta sombrio sobre o ateísmo, seja filosófico ou prático: “Diz o insensato no seu coração: Não há Deus. Corrompem-se e praticam iniquidade; já não há quem faça o bem. Do céu, olha Deus para os filhos dos homens, para ver se há quem entenda, se há quem busque a Deus. Todos se extraviaram e juntamente se corromperam; não há quem faça o bem, não há nem sequer um” (versos 1 a 3).

Davi viu os inimigos de Israel, o povo privilegiado sobre o qual ele reinou, como exemplos desses rebeldes malfeitores. Ele frisou o contraste dos destinos, um fato que se torna ainda mais evidente quando comparamos os dois Salmos e observamos uma das principais diferenças entre eles.


Um aspecto interessante desse contraste se vê na virada quando compara as duas categorias de pessoas. No Salmo 14, os ímpios desejam frustrar os planos dos humildes, mas o Senhor protege as vítimas dessa maldade. No Salmo 53, Deus destrói o malfeitor, e até usa os justos para envergonhar esses opressores. Um Salmo frisa o livramento e a proteção que Deus oferece ao seu povo, enquanto o outro avisa sobre o castigo que ele traria sobre os rebeldes. São dois lados da mesma moeda. A justiça de Deus traz alívio aos seus servos e punição aos desobedientes. Paulo afirma que a mesma distinção será realizada na vinda de Jesus: “Pois, de fato, é justo para com Deus que ele retribua com tribulação aos que causam tribulação a vocês e que dê a vocês, que estão sendo atribulados, alívio juntamente conosco, quando do céu se manifestar o Senhor Jesus com os anjos do seu poder, em chama de fogo, tomando vingança contra os que não conhecem a Deus e contra os que não obedecem ao evangelho de nosso Senhor Jesus. Estes sofrerão penalidade de eterna destruição, banidos da face do Senhor e da glória do seu poder, quando ele vier, naquele Dia, para ser glorificado nos seus santos e ser admirado em todos os que creram” (2 Tessalonicenses 1:6-10, Nova Almeida Atualizada).

Enquanto o Salmo 53 é atribuído a Davi, duas coisas no final do hino levam algumas pessoas a sugerirem que esse cântico tenha sido adaptado por um redator alguns séculos depois de Davi. O verso 5 se refere àquele que sitiava o povo de Deus. Alguns acham possível que essas palavras venham da época de Ezequias, quando os assírios sitiaram Jerusalém e o rei clamou a Deus por livramento. O verso 6 fala da restauração da sorte do povo, um conceito ligado por alguns à restauração da nação depois do cativeiro na Babilônia.

Ao invés de especular sobre outras datas e circunstâncias para explicar o Salmo, podemos agradecer a Deus por usar Davi para compor um hino que servia em várias circunstâncias, e ainda traz uma mensagem viva para nós sobre a importância da fé obediente no Senhor.

-por Dennis Allan


ESTUDOS BÍBLICOS       PESQUISAR NO SITE       MENSAGENS EM ÁUDIO      MENSAGENS EM VÍDEO     

ESTUDOS TEXTUAIS      ANDANDO NA VERDADE     O QUE ESTÁ ESCRITO?      O QUE A BIBLIA DIZ?

 

O Que Esta Escrito?
 
©1994, ©1995, ©1996, ©1997, ©1998, ©1999, ©2000, ©2001, ©2002, ©2003, ©2004, ©2005, ©2006, ©2007, ©2008, ©2009
 Redator: Dennis Allan, C.P. 500 -- Jarinu – SP -- CEP: 13240-970

Andando na Verdade
©1999, ©2000, ©2001, ©2002, ©2003, ©2004, ©2005, ©2006, ©2007, ©2008
Redator: Dennis Allan, C.P. 500 -- Jarinu – SP -- CEP: 13240-970

Todos os artigos no site usados com permissão dos seus autores e editoras, que retêm direitos autorais sobre seu próprio trabalho. / 
All of the articles on this site are used with permission of their authors and publishers, who retain rights of use and copyright control over their own work.

Estudos Bíblicos
estudosdabiblia.net
©1995-2017 Karl Hennecke, USA