Oséias 9


9:1-9

Parece que o povo sentiu alguma segurança, até motivo de alegria, mas Deus avisou que a prosperidade não continuaria (1-3).

**Obs. Houve ocasiões em que o povo gozou de paz, mas este fato não tirou a ameaça de castigo que Deus preparou (veja, por exemplo, 2 Reis 15:19-20).

Deus rejeitaria os sacrifícios e ofertas deles (4-5). Perderam a comunhão com ele.

**Obs.: O pão de pranteadores (4) não podia entrar no santuário de Deus por ser imundo por causa da morte.

O povo foge da destruição, mas enfrenta sofrimento e morte no seu refúgio (6).

Israel chegou ao limite da iniqüidade e seria castigado, mas trataram o profeta como louco e rejeitaram as suas advertências (7).

Eles se colocaram em oposição contra Deus, chegando a se corromperem como nos dias das atrocidades de Gibeá. Deus traria o castigo merecido pelo povo rebelde (8-9).

**Obs.: Gibeá foi a cidade de Benjamim onde a concubina do levita foi abusada e morta, e onde Deus julgou tanto a nação como a tribo. Este caso representa o pior da anarquia do período dos juízes (Juízes 19-21).

9:10-17

Israel começou bem. Como uvas no deserto ou as primícias da figueira, foram motivo de alegria para Deus. Mas eles se corromperam com a idolatria (10).

A fertilidade do povo se tornaria em esterilidade. O sofrimento veio porque o povo se apartou de Deus (11-17).

**Obs. A palavra Efraim significa "fruto dobrado". Devido ao pecado, Efraim teria esterilidade dobrada.

**Obs.: Gilgal era lugar de eventos importantes e bênçãos de Deus sobre o povo:

(1) Josué erigiu a coluna de doze pedras quando o povo entrou na terra prometida (Josué 4:20-24; veja Miquéias 6:5).
(2) Deus tirou o "opróbrio do Egito" na circuncisão dos homens que entraram na terra (Josué 5:7-9).
(3) Celebraram a primeira Páscoa na terra prometida (Josué 5:10).
(4) Comeram, pela primeira vez, do fruto da terra (Josué 5:11-12).
(5) O Senhor apareceu a Josué e prometeu a vitória sobre Jericó (Josué 5:13 - 6:5).
(6) O reino foi renovado e Saul proclamado rei (1 Samuel 11:14-15).
(7) O povo recebeu Davi quando ele voltou a reinar em Jerusalém (2 Samuel 19:15).
(8) Elias partiu de Gilgal na sua jornada final para os céus (2 Reis 2:1).

Infelizmente, o mesmo lugar passou a ser identificado com pecado e rebelião:                    

(1) Saul fez o sacrifício não-autorizado em Gilgal (1 Samuel 13:8-14).
(2) Deus rejeitou os sacrifícios do povo rebelde (Amós 4:4; 5:5).
(3) Deus chegou a aborrecer o povo em Gilgal, devido às maldades dos rebeldes (Oséias 9:15).

Deus rejeitou o povo, porque não o ouviram. Agora ficariam um bom tempo sem a possibilidade de ouvir a voz dele. Andaram errantes dentro da terra de Israel, agora andariam errantes entre as nações, ou seja, no cativeiro (17).

Leia mais:
A Revelação de Deus: Uma Vista Panorâmica da Bíblia

Nojo de Si

Misericórdia Imprópria

O Que Quer Dizer: "Encher a Medida dos Pecados"?

"Ate Quando Coxeareis entre Dois Pensamentos?"
 

A Santidade de Deus


ESTUDOS BÍBLICOS     PESQUISAR NO SITE     MENSAGENS EM ÁUDIO    
MENSAGENS EM VÍDEO   
ESTUDOS TEXTUAIS    ANDANDO NA VERDADE  
O QUE ESTÁ ESCRITO?
  
O QUE A BIBLIA DIZ?

O Que Esta Escrito?
 
©1994, ©1995, ©1996, ©1997, ©1998, ©1999, ©2000, ©2001, ©2002, ©2003, ©2004, ©2005, ©2006, ©2007, ©2008, ©2009
 Redator: Dennis Allan, C.P. 60804, São Paulo, SP, 05786-970.

Andando na Verdade
©1999, ©2000, ©2001, ©2002, ©2003, ©2004, ©2005, ©2006, ©2007, ©2008
Redator: Dennis Allan, C.P. 60804, São Paulo, SP, 05786-970

Estudos Bíblicos
estudosdabiblia.net
©2014 Karl Hennecke, USA