A Primeira Multiplicação de Pães e Peixes

Marcos 4:30-44 relata que Jesus e seus apóstolos estavam tendo um dia bem cansativo. Seus apóstolos haviam acabado de chegar de uma missão evangelística que o próprio Senhor os enviara. Muitos iam e vinham para onde Jesus estava, ocupando-os de tal forma que nem sequer conseguiam comer. Jesus então sugeriu ir para um lugar deserto, onde os seus apóstolos pudessem descansar. Eles pegaram o barco e atravessaram o mar da Galileia, mas ao chegarem ali, encontram a mesma multidão que contornou o mar a pé para ter com Jesus. O Senhor se compadeceu deles, pois eram como ovelhas sem pastor, e passou a ensiná-los. Sendo já tarde, os apóstolos sugeriram a Jesus despedir a multidão para que eles fossem comprar algo para comer, pois o lugar era deserto, e a hora já era avançada. É aí, então, que entra a multiplicação de pães e peixes.

Jesus, em vez de acatar a ideia dos apóstolos, ele sugeriu que os próprios apóstolos lhes dessem o que comer. Os apóstolos já haviam visto grandes feitos de Jesus, já haviam visto o poder e autoridade dele sobre a natureza, demônios, doenças e morte! Mas a reação deles ao ouvir a sugestão de Jesus foi: “iremos comprar duzentos denários de pão para lhes dar de comer?” Um denário era o salário de um dia de trabalho, logo duzentos denários eram o equivalente ao salário de duzentos dias de trabalho. Onde eles arranjariam esse valor? Então, Jesus com toda a paciência lhes perguntou “quantos pães tendes?” e descobriu que tinham cinco pães e dois peixes. E com essa quantia de pães e peixes Jesus fez com que uma multidão de cinco mil homens (sem contar mulheres e crianças) se fartasse.

Podemos pegar boas lições aqui para gente. Interessante contrastar a diferença de foco de Jesus e dos apóstolos. Os apóstolos focaram no que não tinham (onde arranjariam duzentos denários?), ao passo que Jesus focou no que tinha (“Quantos pães tendes?”). Muitas vezes, se não todas, temos o mesmo foco dos apóstolos. Focamos muito no que nos falta e isso nos leva a ingratidão e a negligência. Focamos no que não temos na vida e nos lamentamos por isso, em vez de focarmos no que temos e agradecer por isso. Focamos naquilo que ainda não temos e postergamos nossos deveres, pensando “quando eu tiver tal coisa, poderei servir melhor a Deus”, em vez de focarmos no que temos e servirmos a Deus com o que temos.

Outra lição: não precisamos de muito para servir a Deus. Às vezes ficamos esperando pelo muito para servir ao Senhor. “Quando eu tiver um salário maior vou começar a ofertar ao Senhor”, “quando eu tiver mais tempo, começarei a estudar mais a Bíblia”, “quando eu tiver mais conhecimento bíblico, passarei a evangelizar mais”. Deus não precisa do nosso muito, ele apenas quer tudo o que temos, mesmo que seja pouco. Ele não depende do nosso muito, pois ele é poderoso para transformar nosso pouco em muito, assim como ele fez com os cinco pães e dois peixes.

A ordem de Jesus nos versículos 39 e 40 provou a fé dos seus discípulos. Ele pediu que repartissem o povo em grupos e o fizessem se assentar sobre a relva verde. Fico imaginando o que deve ter passado na cabeça deles ao organizar o povo. Algo do tipo “o que esse homem vai fazer agora?” Mas eles obedeceram a Jesus e prepararam o povo para receber o milagre que Jesus estava prestes a fazer. Acho que esse exemplo ilustra bem a ação do Senhor na nossa vida. Não somos nós que nos sustentamos, não somos nós que ajudamos os outros, não somos nós que fazemos boas obras, não somos nós que convertemos as pessoas. Nosso papel é simplesmente preparar o terreno para as obras do Senhor. Precisamos nos preparar e nos dispor para o Senhor nos utilizar para o seu serviço.

Sejamos gratos, invistamos o pouco que temos e preparemos o terreno para a obra do Senhor!

-por Tomás Guidalli


ESTUDOS BÍBLICOS       PESQUISAR NO SITE       MENSAGENS EM ÁUDIO      MENSAGENS EM VÍDEO     

ESTUDOS TEXTUAIS      ANDANDO NA VERDADE     O QUE ESTÁ ESCRITO?      O QUE A BIBLIA DIZ?

 

O Que Esta Escrito?
 
©1994, ©1995, ©1996, ©1997, ©1998, ©1999, ©2000, ©2001, ©2002, ©2003, ©2004, ©2005, ©2006, ©2007, ©2008, ©2009
 Redator: Dennis Allan, C.P. 500 -- Jarinu – SP -- CEP: 13240-970

Andando na Verdade
©1999, ©2000, ©2001, ©2002, ©2003, ©2004, ©2005, ©2006, ©2007, ©2008
Redator: Dennis Allan, C.P. 500 -- Jarinu – SP -- CEP: 13240-970

Todos os artigos no site usados com permissão dos seus autores e editoras, que retêm direitos autorais sobre seu próprio trabalho. / 
All of the articles on this site are used with permission of their authors and publishers, who retain rights of use and copyright control over their own work.

Estudos Bíblicos
estudosdabiblia.net
©1995-2020 Karl Hennecke, USA