A Videira e os Ramos

Na ilustração que Jesus deu em João 15:1-8 sobre o seu relacionamento conosco, aprendemos bastante. Destaquemos três delas: nossa responsabilidade diante do Senhor, a verdade sobre nosso relacionamento com Cristo e a vontade de Deus para nós.

Primeiro, Jesus se identifica como a videira verdadeira. A imagem da videira era dada ao povo de Israel no Antigo Testamento. Uma das passagens que fazem essa ilustração é Isaías 5:1-7. Em Isaías, o Senhor demonstra sua frustração com Israel, pois esperava uvas boas e eis que a videira dera uvas bravas (azedas). Essa ilustração é explicada no versículo 7 do texto de Isaías. Jesus aparece agora, no Novo Testamento, como a verdadeira videira, aquela que frutificará bons frutos ao Pai. A ideia de o Pai ser o agricultor nos mostra que ele é tanto o proprietário como quem cuida da videira. Isto é, nós pertencemos ao Pai e ele cuida de nós.

Jesus afirma ainda que aqueles que estão nele já estão limpos pela sua palavra, ou seja, já estão preparados para frutificar (João 15:2-3). A palavra de Deus nos santifica e limpa para que venhamos a dar frutos (João 17:17).

O verbo ‘permanecer’, nas suas diversas flexões, aparece 8 vezes nesses 8 versículos. Sua primeira ocorrência se dá no versículo 4. E aqui está o primeiro destaque dos três mencionados. No versículo 4, Jesus nos diz “permanecei em mim”. O verbo permanecer é usado na forma imperativa, exigindo de nós uma ação. A nossa permanência em Cristo depende da nossa decisão. Nós temos a responsabilidade de todos os dias decidir permanecer em Cristo por meio dos planos que traçamos, das decisões que tomamos e das ações que temos. Será que tudo isso tem expressado nosso desejo de permanecer em Cristo? Muitas vezes as pessoas tomam decisões que as levam a um beco sem saída para o pecado, se envolvem tanto na tentação que acabam perdendo qualquer escape. Seria interessante se fizéssemos o mesmo, mas para o bem. Seria interessante se tomássemos decisões que nos encaminhassem para uma situação em que não tivéssemos alternativa a não ser permanecer no Senhor. Decisões que nos aproximassem de bons irmãos, nos colocassem em uma boa congregação e que destruíssem as pedras de tropeço.

Se escolhermos não permanecer em Cristo, a nossa comunhão com ele será cortada (6 e Romanos 11:17-21). Se, porém, escolhermos permanecer em Cristo, a consequência é que Cristo permanecerá em nós (4). E é somente com a presença de Cristo que nós conseguimos frutificar. Esse é o segundo destaque: dependemos de Cristo para realizar as boas obras. Nós, sem Cristo, somos como um ramo cortado da videira que não serve para nada. É o Senhor que nos capacita para realizarmos coisas com valores reais e eternos. Olha o que Paulo diz em Filipenses 2:13, 4:13 e 2 Coríntios 3:4-6. Nenhuma outra ilustração representa tão bem nosso relacionamento com o Senhor do que este: “Eu sou a videira, vós, os ramos” (5). Nós somos totalmente dependentes do Senhor e nada podemos fazer sem ele. Precisamos reconhecer essa nossa situação e lembrar que não temos mérito de nada, toda honra deve sempre ser dada ao Senhor.

E o terceiro destaque é: Deus espera que demos muito fruto (2,8). Assim como o propósito da videira é dar fruto ao agricultor, o nosso propósito é glorificar a Deus. Precisamos frutificar, e frutificar muito. O fruto é tudo aquilo que sai de nós, que nós produzimos. Podemos pensar em fruto de arrependimento e de justiça. Podemos pensar em fruto de estudo, oração e leitura. Podemos pensar também no fruto mencionado em Gálatas 5:22-23. Ao ler esses versículos e fazer uma avaliação, será que temos produzido mais amor, alegria, mansidão, domínio próprio ou continuamos produzindo ódio, tristeza, murmuração, aspereza e descontrole?

Portanto, observemos esses 3 destaques e ponhamo-los em prática.

-por Tomás Guidalli


ESTUDOS BÍBLICOS       PESQUISAR NO SITE       MENSAGENS EM ÁUDIO      MENSAGENS EM VÍDEO     

ESTUDOS TEXTUAIS      ANDANDO NA VERDADE     O QUE ESTÁ ESCRITO?      O QUE A BIBLIA DIZ?

 

O Que Esta Escrito?
 
©1994, ©1995, ©1996, ©1997, ©1998, ©1999, ©2000, ©2001, ©2002, ©2003, ©2004, ©2005, ©2006, ©2007, ©2008, ©2009
 Redator: Dennis Allan, C.P. 500 -- Jarinu – SP -- CEP: 13240-970

Andando na Verdade
©1999, ©2000, ©2001, ©2002, ©2003, ©2004, ©2005, ©2006, ©2007, ©2008
Redator: Dennis Allan, C.P. 500 -- Jarinu – SP -- CEP: 13240-970

Todos os artigos no site usados com permissão dos seus autores e editoras, que retêm direitos autorais sobre seu próprio trabalho. / 
All of the articles on this site are used with permission of their authors and publishers, who retain rights of use and copyright control over their own work.

Estudos Bíblicos
estudosdabiblia.net
©1995-2020 Karl Hennecke, USA