Estudos Bíblicos

O Fim da Discussão

O apóstolo Pedro escreveu sobre a importância de defender a fé: “...estando sempre preparados para responder a todo aquele que pedir razão da esperança que vocês têm” (1 Pedro 3:15). É importante que os seguidores de Cristo estudem para defender a existência e natureza de Deus, a veracidade das Escrituras e as doutrinas fundamentais que o Senhor revelou nelas. A verdadeira fé não se baseia em sentimentos e emoções, e sim na razão, avaliando honestamente as evidências que Deus deixou, tanto na Natureza como na Palavra revelada. A apologética faz parte da vida dos cristãos.

A defesa da fé deve ser diligente (Judas 3), fazendo uso correto das Escrituras (2 Timóteo 2:15) para educar, repreender e corrigir (2 Timóteo 3:16). Devemos avaliar qualquer ensinamento pelo padrão que Jesus usará para nos julgar, a palavra que ele e seus apóstolos deixaram para todos (João 12:48; Atos 17:11; 1 Tessalonicenses 5:20-22).

Paulo demonstrou uma disposição de defender doutrinas. Nas suas cartas, ele argumentou sobre a primazia de Cristo, a ressurreição dos mortos, a salvação pela graça, a necessidade da santidade e a importância de basear a vida no Evangelho de Jesus, e não na Lei do Antigo Testamento. Ele não fugia das questões difíceis.

Tanto Paulo quanto o próprio Jesus, porém, recusaram se envolver em discussões intermináveis. Eles sabiam que discussões podem terminar sem convencer o outro. Todos têm a liberdade de aceitar ou rejeitar a palavra do Senhor, e não vamos mudar esse fato com insistência com pessoas que resistem à verdade.

Durante os anos da sua jornada terrestre, Jesus deu oportunidade para as multidões conhecerem seus ensinamentos e as provas miraculosas da sua veracidade. Quando alguns ainda pediram mais um sinal, ele não fez nenhum milagre. Simplesmente disse que teriam de esperar sua ressurreição (Mateus 12:38-42; 16:1-4).

Jesus orientou seus apóstolos sobre a maneira de lidar com a rejeição da mensagem, dizendo que teriam de sair de alguns lugares sacudindo o pó dos pés (Mateus 10:14). Paulo e Barnabé fizeram exatamente isso (Atos 14:48-52). Paulo alertou sobre a futilidade de discussões que não edificam, orientando os servos a focarem na conversão das pessoas dispostas a aprender e se arrepender (2 Timóteo 2:23-26).

O cristão deve conhecer e defender a verdade, mas precisa aceitar limites. Às vezes, será necessário encerrar uma conversa para ajudar outras pessoas mais receptivas à palavra do Senhor.

-por Dennis Allan


ESTUDOS BÍBLICOS       PESQUISAR NO SITE       MENSAGENS EM ÁUDIO      MENSAGENS EM VÍDEO     

ESTUDOS TEXTUAIS      ANDANDO NA VERDADE     O QUE ESTÁ ESCRITO?      O QUE A BIBLIA DIZ?

 

O Que Esta Escrito?
 
©1994, ©1995, ©1996, ©1997, ©1998, ©1999, ©2000, ©2001, ©2002, ©2003, ©2004, ©2005, ©2006, ©2007, ©2008, ©2009
 Redator: Dennis Allan, C.P. 500 -- Jarinu – SP -- CEP: 13240-970

Andando na Verdade
©1999, ©2000, ©2001, ©2002, ©2003, ©2004, ©2005, ©2006, ©2007, ©2008
Redator: Dennis Allan, C.P. 500 -- Jarinu – SP -- CEP: 13240-970

Todos os artigos no site usados com permissão dos seus autores e editoras, que retêm direitos autorais sobre seu próprio trabalho. / 
All of the articles on this site are used with permission of their authors and publishers, who retain rights of use and copyright control over their own work.

Estudos Bíblicos
estudosdabiblia.net
©1995-2020 Karl Hennecke, USA