Estudos Bíblicos

Asafe Pede a Salvação

Doze dos 150 Salmos foram atribuídos a Asafe ou seus descendentes. Essa família teve um papel importante no louvor oferecido a Deus em Jerusalém durante 500 anos ou mais. Seus hinos são profundamente espirituais, mostrando seu anseio pela presença de Deus. Observamos esse desejo na forma de um apelo repetido no Salmo 80.

O Salmista começa com expressões de reverência e honra para com o Senhor, identificando-o como o pastor de Israel entronizado acima dos querubins (ou seja, acima das mais elevadas criaturas celestiais) e louvando seu esplendor e poder. Já no verso 3 ele pronuncia o apelo que será repetido duas outras vezes no hino: “Restaura-nos, ó Deus; faze resplandecer o teu rosto, e seremos salvos.”

A súplica de Asafe utiliza uma linha da bênção sacerdotal pronunciada desde a época do primeiro sumo sacerdote, Arão, irmão de Moisés (Números 6:22-27). O rosto de Deus resplandece sobre aqueles que estão em comunhão com ele, o estado espiritual que Asafe desejava para o povo de Israel. Essa relação especial havia sido rompida por causa do pecado da nação, e Asafe conduz o povo nesses apelos pela restauração do favor divino.

Se Deus restaurar seu povo e estender suas bênçãos, significaria a salvação do seu rebanho. Deus é o único capaz de salvar os pecadores: “Eu, eu sou o Senhor, e fora de mim não há salvador” (Isaías 43:11); “Ao SENHOR pertence a salvação!” (Jonas 2:9). Asafe entendeu que estaria perdendo seu tempo se procurasse a solução em qualquer outro.

O Manifesto Humanista II, publicado em 1973 e assinado por Isaac Asimov, Paul Kurtz e 260 outras pessoas influentes, visualiza um mundo irreligioso, onde Deus é tratado como um mito prejudicial aos seres humanos. Esse documento afirma: “Nenhuma divindade nos salvará. Devemos salvar-nos a nós próprios” e “Promessas de salvação imortal ou medo de eterno castigo são ilusões que prejudicam...” (1º e 2º artigos). A fé dos autores desse documento se baseia nas supostas evidências científicas da evolução como explicação da vida humana, um alicerce frágil que continua sendo contestado por cientistas quase 50 anos depois da publicação do referido manifesto.

Asafe acreditou no Criador, o Deus preocupado com o bem do seu povo, e entendeu que a comunhão com esse Criador fosse o objetivo principal da sua existência. Para todos que se identificam como criaturas feitas à imagem de Deus, não há nada mais importante do que buscar a presença eterna do Senhor.

-por Dennis Allan


ESTUDOS BÍBLICOS       PESQUISAR NO SITE       MENSAGENS EM ÁUDIO      MENSAGENS EM VÍDEO     

ESTUDOS TEXTUAIS      ANDANDO NA VERDADE     O QUE ESTÁ ESCRITO?      O QUE A BIBLIA DIZ?

 

O Que Esta Escrito?
 
©1994, ©1995, ©1996, ©1997, ©1998, ©1999, ©2000, ©2001, ©2002, ©2003, ©2004, ©2005, ©2006, ©2007, ©2008, ©2009
 Redator: Dennis Allan, C.P. 500 -- Jarinu – SP -- CEP: 13240-970

Andando na Verdade
©1999, ©2000, ©2001, ©2002, ©2003, ©2004, ©2005, ©2006, ©2007, ©2008
Redator: Dennis Allan, C.P. 500 -- Jarinu – SP -- CEP: 13240-970

Todos os artigos no site usados com permissão dos seus autores e editoras, que retêm direitos autorais sobre seu próprio trabalho. / 
All of the articles on this site are used with permission of their authors and publishers, who retain rights of use and copyright control over their own work.

Estudos Bíblicos
estudosdabiblia.net
©1995-2020 Karl Hennecke, USA