Estudos Bíblicos

Crescimento no Casamento

Apesar das tendências de uma sociedade que pouco se importa com a vontade de Deus, podemos ter casamentos felizes que duram até a morte nos separar. Além de aprender ser contentes com o cônjuge que temos, devemos trabalhar em conjunto para crescer e corrigir condutas que prejudicam relacionamentos.

Uma boa relação não significa ignorar erros e aceitar comportamentos errados do cônjuge. Se desejamos a salvação eterna da pessoa amada, devemos ajudá-la a crescer: “...com vistas ao aperfeiçoamento dos santos para o desempenho do seu serviço, para a edificação do corpo de Cristo” (Efésios 4:12). Esse amor nos leva a corrigir com brandura as falhas que percebemos (Gálatas 6:1).

Devemos promover o crescimento, evitando comportamentos destrutivos. É certo ajudar a pessoa amada a fazer melhor: “Cuidemos também de nos animar uns aos outros no amor e na prática de boas obras” (Hebreus 10:24). Porém, muitos casamentos são destruídos por abordagens negativas às imperfeições do outro. Deus nos ensina a evitar atitudes que prejudicam o casamento, entre elas:

Tratar com amargura. “Maridos, que cada um de vocês ame a sua esposa e não a trate com amargura” (Colossenses 3:19). Quando damos lugar para atitudes negativas e ressentimento, destruímos o alicerce do casamento.

Reclamações e brigas. “A goteira contínua num dia chuvoso e a esposa briguenta são semelhantes; contê-la seria conter o vento, seria pegar o óleo com a mão” (Provérbios 27:15-16). A violência, seja física ou verbal, não tem lugar no casamento.

Comparações negativas. Fruto da cobiça proibida, comparações negativas destroem a autoestima do companheiro e acabam com o desejo de melhorar e crescer. Devemos falar para edificar, não humilhar e rebaixar (Efésios 4:29). Distanciamento e frieza. Alguns tentam manipular o cônjuge, recusando a intimidade como se fosse castigo por alguma atitude indesejada. Esse comportamento complica a relação dos dois e, pior ainda, coloca a salvação em risco pela desobediência ao Senhor, que nos ensina que a intimidade sexual seja parte importante do casamento (1 Coríntios 7:4-5).

Humilhação e críticas abertas. A pessoa que injuria o cônjuge, falando mal dele na presença dos outros, não estimula o crescimento. Pelo contrário, mostra para todos sua própria imaturidade e malícia. Faça bem para seu companheiro (Provérbios 31:12).

Ajude seu cônjuge a melhorar, agindo com amor para promover seu crescimento.

-por Dennis Allan


ESTUDOS BÍBLICOS       PESQUISAR NO SITE       MENSAGENS EM ÁUDIO      MENSAGENS EM VÍDEO     

ESTUDOS TEXTUAIS      ANDANDO NA VERDADE     O QUE ESTÁ ESCRITO?      O QUE A BIBLIA DIZ?

 

O Que Esta Escrito?
 
©1994, ©1995, ©1996, ©1997, ©1998, ©1999, ©2000, ©2001, ©2002, ©2003, ©2004, ©2005, ©2006, ©2007, ©2008, ©2009
 Redator: Dennis Allan, C.P. 500 -- Jarinu – SP -- CEP: 13240-970

Andando na Verdade
©1999, ©2000, ©2001, ©2002, ©2003, ©2004, ©2005, ©2006, ©2007, ©2008
Redator: Dennis Allan, C.P. 500 -- Jarinu – SP -- CEP: 13240-970

Todos os artigos no site usados com permissão dos seus autores e editoras, que retêm direitos autorais sobre seu próprio trabalho. / 
All of the articles on this site are used with permission of their authors and publishers, who retain rights of use and copyright control over their own work.

Estudos Bíblicos
estudosdabiblia.net
©1995-2020 Karl Hennecke, USA