Estudos Bíblicos

Sermão do Monte (9)

Os Misericordiosos Alcançam Misericórdia

“Bem-aventurados os misericordiosos, porque alcançarão misericórdia” (Mateus 5:7).

No Salmo 136, todos os 26 versos concluem com a afirmação sobre o Senhor: “porque a sua misericórdia dura para sempre”. A misericórdia é uma manifestação do amor e, por isso, inseparável do caráter de Deus, pois ele é amor (1 João 4:8,16). O amor divino se reflete nas pessoas que participam do seu reino: “Nós amamos porque ele nos amou primeiro” (1 João 4:19).

Em um reino onde os cidadãos desenvolvem as características do Rei, a misericórdia se torna parte da natureza de cada um. Jesus disse: “Sejam misericordiosos, como também é misericordioso o Pai de vocês” (Lucas 6:36). Achamos fácil e até natural demonstrar compaixão para com pessoas boas, mas o exemplo divino exige mais. No versículo anterior, Jesus disse que Deus “é bondoso até para os ingratos e maus” (Lucas 6:35).

A palavra original traduzida como “misericordiosos” em Mateus 5:7 significa “não simplesmente dotado de piedade, mas ativamente compassivo, é usado acerca de Jesus como Sumo Sacerdote (Hb 2.17), e daqueles que são como Deus...” (Dicionário Vine, 794). Esse texto de Hebreus apresenta outro desafio. A misericórdia de Jesus o levou a se sacrificar para o benefício dos outros. Apesar de tudo que ele fez para aliviar o sofrimento, nesta vida, das pessoas que ele encontrou, o foco dele estava claramente no alívio das consequências do pecado.

Sendo ativamente compassivo, Jesus se colocou na posição das outras pessoas: “Porque não temos sumo sacerdote que não possa se compadecer das nossas fraquezas; pelo contrário, ele foi tentado em todas as coisas, à nossa semelhança, mas sem pecado” (Hebreus 4:15). “...Cristo sofreu no lugar de vocês, deixando exemplo para que vocês sigam os seus passos” (1 Pedro 2:21).

A palavra portuguesa compaixão, como também a palavra original traduzida “compadecer” em Hebreus 4:15, significa “sofrer com” a outra pessoa. Essa misericórdia brota de um envolvimento de simpatia sincera com o estado do sofredor. Para conseguir sofrer com os pecadores, Jesus desceu do céu. Para o cristão, porém, basta se lembrar da sua circunstância antes da conversão. A gratidão pelo livramento encontrado em Cristo motiva o cidadão do reino de Deus a perdoar quem o ofende (Mateus 18:21-35) e a estender misericórdia às pessoas que precisam da salvação. A maior expressão da misericórdia é compartilhar o Evangelho de Jesus!

-por Dennis Allan


Sermão do Monte (Série)


ESTUDOS BÍBLICOS       PESQUISAR NO SITE       MENSAGENS EM ÁUDIO      MENSAGENS EM VÍDEO     

ESTUDOS TEXTUAIS      ANDANDO NA VERDADE     O QUE ESTÁ ESCRITO?      O QUE A BIBLIA DIZ?

 

O Que Esta Escrito?
 
©1994, ©1995, ©1996, ©1997, ©1998, ©1999, ©2000, ©2001, ©2002, ©2003, ©2004, ©2005, ©2006, ©2007, ©2008, ©2009
 Redator: Dennis Allan, C.P. 500 -- Jarinu – SP -- CEP: 13240-970

Andando na Verdade
©1999, ©2000, ©2001, ©2002, ©2003, ©2004, ©2005, ©2006, ©2007, ©2008
Redator: Dennis Allan, C.P. 500 -- Jarinu – SP -- CEP: 13240-970

Todos os artigos no site usados com permissão dos seus autores e editoras, que retêm direitos autorais sobre seu próprio trabalho. / 
All of the articles on this site are used with permission of their authors and publishers, who retain rights of use and copyright control over their own work.

Estudos Bíblicos
estudosdabiblia.net
©1995-2020 Karl Hennecke, USA