Estudos Bíblicos

Sermão do Monte (11)

Os Pacificadores Chamados Filhos de Deus

“Bem-aventurados os pacificadores, porque serão chamados filhos de Deus” (Mateus 5:9).

Paz é uma das palavras mais doces na língua portuguesa. Valorizamos a paz entre nações e ficamos preocupados quando uma nação ameaça a serenidade de outra. Procuramos resolver conflitos entre amigos e desejamos, especialmente, a tranquilidade na família. A paz é boa!

Sem diminuir a importância da paz no contexto político e societal, as palavras de Jesus nos levam a refletir sobre outro sentido, ainda mais importante, da paz. Para apreciar essa bem-aventurança, é necessário compreender três fatos:

A barreira causada pelo pecado. Conflito entre seres humanos é ruim, mas inimizade entre nós e Deus é muito pior! Onde tal conflito com Deus existe, é sempre e inquestionavelmente a culpa dos seres humanos. 2.700 anos atrás, Deus disse ao seu povo amado: “Eis que a mão do Senhor não está encolhida, para que não possa salvar; e o seu ouvido não está surdo, para não poder ouvir. Mas as iniquidades de vocês fazem separação entre vocês e o seu Deus; e os pecados que vocês cometem o levam a esconder o seu rosto de vocês, para não ouvir os seus pedidos. Porque as mãos de vocês estão manchadas de sangue, e os seus dedos, de iniquidade; os lábios de vocês falam mentiras, e a sua língua profere maldade. Não há ninguém que clame pela justiça, ninguém que compareça em juízo pela verdade; confiam no que é nulo e andam falando mentiras; concebem o mal e dão à luz a iniquidade” (Isaías 59:1-4).

O valor da redenção que recebemos. As pessoas que se submetem a Jesus Cristo para receber o perdão que só ele pode oferecer (Atos 4:12) devem valorizar sua salvação. Todos os cristãos devem mostrar sua gratidão ao Senhor pelo livramento do pecado e das suas terríveis consequências eternas, apreciando a paz restaurada com Deus por meio do Salvador, que é a nossa paz (Efésios 2:14).

A carência de pessoas ainda não salvas. Pessoas que se recuperam de uma doença grave naturalmente desejam ajudar outras vítimas do mesmo mal. Quem já recebeu o perdão dos seus pecados se torna embaixador da paz, um verdadeiro pacificador. Paulo escreveu: “Ora, tudo isso provém de Deus, que nos reconciliou consigo mesmo por meio de Cristo e nos deu o ministério da reconciliação” (2 Coríntios 5:18).

Os pacificadores que procuram levar outros à reconciliação com Deus serão chamados filhos de Deus. A mais importante de todas é a paz eterna!

-por Dennis Allan


Sermão do Monte (Série)


ESTUDOS BÍBLICOS       PESQUISAR NO SITE       MENSAGENS EM ÁUDIO      MENSAGENS EM VÍDEO     

ESTUDOS TEXTUAIS      ANDANDO NA VERDADE     O QUE ESTÁ ESCRITO?      O QUE A BIBLIA DIZ?

 

O Que Esta Escrito?
 
©1994, ©1995, ©1996, ©1997, ©1998, ©1999, ©2000, ©2001, ©2002, ©2003, ©2004, ©2005, ©2006, ©2007, ©2008, ©2009
 Redator: Dennis Allan, C.P. 500 -- Jarinu – SP -- CEP: 13240-970

Andando na Verdade
©1999, ©2000, ©2001, ©2002, ©2003, ©2004, ©2005, ©2006, ©2007, ©2008
Redator: Dennis Allan, C.P. 500 -- Jarinu – SP -- CEP: 13240-970

Todos os artigos no site usados com permissão dos seus autores e editoras, que retêm direitos autorais sobre seu próprio trabalho. / 
All of the articles on this site are used with permission of their authors and publishers, who retain rights of use and copyright control over their own work.

Estudos Bíblicos
estudosdabiblia.net
©1995-2020 Karl Hennecke, USA