Estudos Bíblicos

Sermão do Monte (28)

Perdão Condicional

“Porque, se perdoarem aos outros as ofensas deles, também o Pai de vocês, que está no céu, perdoará vocês; se, porém, não perdoarem aos outros as ofensas deles, também o Pai de vocês não perdoará as ofensas de vocês” (Mateus 6:14-15).

Aquele que veio ao mundo para oferecer remissão dos pecados das suas criaturas ingratas se qualificou para falar sobre o perdão como nenhum outro. De todos os ensinamentos do Rei Jesus, talvez nenhum exija mais dos seus sujeitos do que esta demanda de perdão para com os outros.

Jesus começa aqui com uma afirmação positiva: Deus está disposto a perdoar aqueles que perdoam. Ele não está negando seus ensinamentos sobre outras condições para receber o perdão do Senhor. Não podemos isolar o perdão como a única condição para a salvação, mas não podemos ignorar essa exigência de Jesus e imaginar que ele ainda nos aceitará no céu. A vida eterna pertence aos perdoados que perdoam.

Para tirar qualquer dúvida, Jesus completa sua afirmação com o lado negativo da questão. Quem recusar perdoar não será perdoado por Deus. O ressentimento e amargura que corroem muitos corações também interditam o caminho para o céu! Aquele cujas mãos e pés foram furados com os cravos dos nossos pecados diz que nós precisamos superar as cicatrizes das afrontas e mágoas que sofremos para perdoar quem nos ofende.

Em outra ocasião, Jesus abordou a mesma questão de maneira marcante. Ele contou uma parábola sobre um homem com uma dívida que não conseguiria pagar mesmo se trabalhasse por centenas de milhares de anos. Esse homem foi perdoado, e logo recusou perdoar uma pequena dívida de outro. Sua atitude levou ao mais severo castigo imaginável (leia a parábola em Mateus 18:21-35).

Os apóstolos frisaram a mesma mensagem. Paulo escreveu: “Pelo contrário, sejam bondosos e compassivos uns para com os outros, perdoando uns aos outros, como também Deus, em Cristo, perdoou vocês” (Efésios 4:32). As palavras de Pedro e João ecoam esse sentimento (1 Pedro 3:8-9; 1 João 4:9-12).

O tema do perdão permeia os ensinamentos de Jesus e dos seus mensageiros, e precisa penetrar o coração dos seus seguidores. Quando persistimos no egoísmo e na postura de vítimas, jamais desenvolveremos um coração perdoador. Mas quando valorizamos a misericórdia que Jesus nos oferece pelo seu sacrifício na cruz, a gratidão nos motiva a estender a mesma compaixão às pessoas que nos ofendem. Que aprendamos a perdoar como Jesus perdoa!

-por Dennis Allan


Sermão do Monte (Série)

ESTUDOS BÍBLICOS       PESQUISAR NO SITE       MENSAGENS EM ÁUDIO      MENSAGENS EM VÍDEO     

ESTUDOS TEXTUAIS      ANDANDO NA VERDADE     O QUE ESTÁ ESCRITO?      O QUE A BIBLIA DIZ?

 

O Que Esta Escrito?
 
©1994, ©1995, ©1996, ©1997, ©1998, ©1999, ©2000, ©2001, ©2002, ©2003, ©2004, ©2005, ©2006, ©2007, ©2008, ©2009
 Redator: Dennis Allan, C.P. 500 -- Jarinu – SP -- CEP: 13240-970

Andando na Verdade
©1999, ©2000, ©2001, ©2002, ©2003, ©2004, ©2005, ©2006, ©2007, ©2008
Redator: Dennis Allan, C.P. 500 -- Jarinu – SP -- CEP: 13240-970

Todos os artigos no site usados com permissão dos seus autores e editoras, que retêm direitos autorais sobre seu próprio trabalho. / 
All of the articles on this site are used with permission of their authors and publishers, who retain rights of use and copyright control over their own work.

Estudos Bíblicos
estudosdabiblia.net
©1995-2020 Karl Hennecke, USA