Estudos Bíblicos

Sou Jonas: Embaixador do Rei

Nínive foi capital da Assíria durante o auge do seu poder imperial. Historiadores acreditam que tenha sido a maior e mais poderosa cidade do mundo na época. Para outros países, entre eles Israel, Nínive apresentava uma ameaça real com uma merecida reputação por crueldade sem limites.

Depois de sua experiência submarina, Jonas obedeceu a ordem divina e foi pregar em Nínive. Sua mensagem foi simples: Deus estava prestes a destruir a cidade por causa da sua maldade.

Durante a história da Assíria, o rei daquele povo enviava embaixadores para convencer nações mais fracas e se renderem ao poder do império. Um exemplo dessas ameaças se encontra em 2 Crônicas 32:9-20. Os termos nestes casos foram simples: o embaixador oferecia a escolha entre a rendição total e a destruição.

Dessa vez, o rei foi o próprio Deus e a cidade ameaçada foi a capital da Assíria. Os termos, porém, foram os mesmos: rendição total ou destruição! Jonas não foi diretamente ao rei para negociar a rendição da cidade. Ele falou em voz alta para que cada pessoa, individualmente, ouvisse a advertência. O povo, sabendo da história da “ressurreição” de Jonas (Mateus 12:38-42), se arrependeu, e Deus poupou a cidade.

Os cristãos nos dias de hoje exercem uma função parecida com o papel de Jonas. Paulo disse: “Portanto, somos embaixadores em nome de Cristo, como se Deus exortasse por meio de nós. Em nome de Cristo, pois, pedimos que vocês se reconciliem com Deus” (2 Coríntios 5:20). Não procuramos soluções em nível nacional com reis e presidentes, pois o evangelho é para todos (Mateus 28:19; 1 Timóteo 2:4). O tratado que apresentamos não é de negociação entre as duas partes. Deus oferece os termos de rendição, e cada pessoa decide aceitar, ou não, seus termos.

Quando estudo a história de Jonas, eu preciso enxergar meu papel como servo do Rei Jesus!

A resposta de Deus ao arrependimento do povo de Nínive ilustra a generosidade da graça divina. Ele não desejou a morte dos ninivitas, e não deseja a destruição de ninguém hoje (2 Pedro 3:9). É por esse motivo que ele enviou Jesus: “Porque a graça de Deus se manifestou, trazendo salvação a todos” (Tito 2:11).

Jonas fazia parte do povo privilegiado e escolhido, a nação de Israel. Deus lhe deu a oportunidade de oferecer a graça a outras pessoas. Os cristãos fazem parte do povo escolhido, a igreja que pertence a Jesus. Deus lhes dá a oportunidade de pregar o evangelho da sua graça aos outros.

-por Dennis Allan


ESTUDOS BÍBLICOS       PESQUISAR NO SITE       MENSAGENS EM ÁUDIO      MENSAGENS EM VÍDEO     

ESTUDOS TEXTUAIS      ANDANDO NA VERDADE     O QUE ESTÁ ESCRITO?      O QUE A BIBLIA DIZ?

 

O Que Esta Escrito?
 
©1994, ©1995, ©1996, ©1997, ©1998, ©1999, ©2000, ©2001, ©2002, ©2003, ©2004, ©2005, ©2006, ©2007, ©2008, ©2009
 Redator: Dennis Allan, C.P. 500 -- Jarinu – SP -- CEP: 13240-970

Andando na Verdade
©1999, ©2000, ©2001, ©2002, ©2003, ©2004, ©2005, ©2006, ©2007, ©2008
Redator: Dennis Allan, C.P. 500 -- Jarinu – SP -- CEP: 13240-970

Todos os artigos no site usados com permissão dos seus autores e editoras, que retêm direitos autorais sobre seu próprio trabalho. / 
All of the articles on this site are used with permission of their authors and publishers, who retain rights of use and copyright control over their own work.

Estudos Bíblicos
estudosdabiblia.net
©1995-2020 Karl Hennecke, USA