Estudos Bíblicos

Jesus: Senhor do Sábado

Três dos relatos do Evangelho relatam o mesmo episódio em que parte da resposta de Jesus à crítica dos fariseus foi: “Porque o Filho do Homem é senhor do sábado” (Mateus 12:1-8; Marcos 2:23-28; Lucas 6:1-5).

Essa afirmação de Jesus (autodenominado “o Filho do Homem”) é interpretada por alguns como confirmação que o sábado (sétimo dia) deve ser guardado por todos os cristãos de todas as épocas. Outros interpretam as mesmas palavras como declaração de Jesus liberando seus discípulos de guardar o sábado mesmo durante o tempo do seu ministério terreno.

As duas interpretações, porém, distorcem o contexto e ignoram o ponto que Jesus defendeu sobre sua posição e sobre a lei do Antigo Testamento. Algumas observações nos ajudarão a chegar ao entendimento das palavras do Senhor.

Os fariseus estavam errados. Eles acusaram os discípulos de fazer o que não era lícito no sábado. Os discípulos de Jesus eram judeus ainda sujeitos à Lei do Antigo Testamento. Aquela lei, dada especificamente aos israelitas, proibia trabalho no dia do sábado (Êxodo 31:12-16), mas não proibia que alguém pegasse alimento na mão para comer nesse dia (Êxodo 16:25). Os discípulos não violaram o sábado, e sim, as tradições humanas criadas pelos líderes religiosos.

Jesus mostrou a hipocrisia desses líderes. Ele respondeu com a citação de um caso do Antigo Testamento no qual Davi realmente violou a lei (Mateus 12:3-4). O argumento implícito foi simples: vocês condenam meus discípulos, que não violaram a lei, enquanto justificam seu herói Davi mesmo na desobediência clara à mesma lei.

Jesus estava no processo de cumprir a lei para, depois, introduzir uma nova aliança. Ele disse que a antiga lei continuaria em vigor até que fosse cumprida, e que ele veio com esse propósito (Mateus 5:17-18). Jesus, o Salvador que resolveu o problema do pecado destacado na lei, é o fim daquele sistema (Romanos 10:4; Gálatas 3:22-27). Ele deu uma nova aliança, superior à antiga (Hebreus 8:6-13).

O sábado não faz parte da nova aliança. Os discípulos guardavam o sábado durante o ministério de Jesus, mas o Novo Testamento, que entrou em vigor após a morte dele (Hebreus 9:15-17), não inclui a obrigação de continuar guardando o sétimo dia.

O ponto maior é a posição de Jesus. Ele é senhor do sábado, maior que o templo (Mateus 12:6), e soberano sobre todos (Apocalipse 1:5; Colossenses 1:18)!

Não precisamos guardar o sábado, mas devemos reconhecer a primazia de Jesus!

-por Dennis Allan


ESTUDOS BÍBLICOS       PESQUISAR NO SITE       MENSAGENS EM ÁUDIO      MENSAGENS EM VÍDEO     

ESTUDOS TEXTUAIS      ANDANDO NA VERDADE     O QUE ESTÁ ESCRITO?      O QUE A BIBLIA DIZ?

 

O Que Esta Escrito?
 
©1994, ©1995, ©1996, ©1997, ©1998, ©1999, ©2000, ©2001, ©2002, ©2003, ©2004, ©2005, ©2006, ©2007, ©2008, ©2009
 Redator: Dennis Allan, C.P. 500 -- Jarinu – SP -- CEP: 13240-970

Andando na Verdade
©1999, ©2000, ©2001, ©2002, ©2003, ©2004, ©2005, ©2006, ©2007, ©2008
Redator: Dennis Allan, C.P. 500 -- Jarinu – SP -- CEP: 13240-970

Todos os artigos no site usados com permissão dos seus autores e editoras, que retêm direitos autorais sobre seu próprio trabalho. / 
All of the articles on this site are used with permission of their authors and publishers, who retain rights of use and copyright control over their own work.

Estudos Bíblicos
estudosdabiblia.net
©1995-2020 Karl Hennecke, USA