Estudos Bíblicos

O Problema de Híbridos

Biólogos ensinam que híbridos, criaturas resultantes do cruzamento de duas espécies diferentes (embora sempre geneticamente próximas), não conseguem reproduzir. As pouquíssimas exceções a essa regra levam cientistas a debaterem as definições de espécies, pois continuam reconhecendo que misturas de espécies muito diferentes é coisa da Marvel, não da Ciência.

Essa realidade genética é um grande problema para os defensores da teoria da evolução como explicação das origens das espécies. Vamos considerar dois sentidos em que a Ciência (limitada a fatos que podem ser observados) luta contra a suposta Ciência (a fé na macroevolução).

A reprodução sexuada, o processo encontrado na maioria dos animais e em muitas plantas, exige um macho fértil com acesso a uma fêmea fértil da mesma espécie. Podemos imaginar (se tiver muita imaginação), um longo processo evolutivo que leva à aparência de um macho fértil de uma determinada espécie. E com ainda mais imaginação, identificamos uma fêmea fértil da mesma espécie, com o mesmo número de cromossomos e todos os outros requisitos para conseguir cruzar com esse macho. Só que ela aparece mil anos depois ou em outro continente. Nem dá para calcular a chance infinitésima de ela aparecer no mesmo lugar e no mesmo tempo para encontrar aquele macho. Com a chance perdida, toda a evolução que preparou os dois para a reprodução seria em vão. Teria de iniciar os dois processos de novo e esperar outra oportunidade, talvez milhares ou milhões de anos depois. O mesmo problema desafia a lógica quando percebemos que teria de acontecer milhões de vezes para o avanço das diversas espécies, uma vez que o cruzamento de espécies diferentes não dá certo!

A transição de uma espécie para outra é uma premissa necessária da macroevolução, mas a realidade dos híbridos inférteis já aponta para a impossibilidade de ter acontecido milhões de transições desse tipo. Gatos não se transformam em cachorros, e nem cruzam com cachorros para produzir algum híbrido. O que a Ciência realmente observa contradiz a fé na evolução como explicação das origens das espécies.

Tais obstáculos à fé evolucionista explicam por que a maioria das pessoas rejeita as teorias antiteístas e continua crendo na existência de um Criador. Nisso, concordamos com Paulo, que confrontou os filósofos gregos com a simples defesa do “Deus que fez o mundo e tudo o que nele existe, sendo ele Senhor do céu e da terra” (Atos 17:24).

-por Dennis Allan


ESTUDOS BÍBLICOS       PESQUISAR NO SITE       MENSAGENS EM ÁUDIO      MENSAGENS EM VÍDEO     

ESTUDOS TEXTUAIS      ANDANDO NA VERDADE     O QUE ESTÁ ESCRITO?      O QUE A BIBLIA DIZ?

 

O Que Esta Escrito?
 
©1994, ©1995, ©1996, ©1997, ©1998, ©1999, ©2000, ©2001, ©2002, ©2003, ©2004, ©2005, ©2006, ©2007, ©2008, ©2009
 Redator: Dennis Allan, C.P. 500 -- Jarinu – SP -- CEP: 13240-970

Andando na Verdade
©1999, ©2000, ©2001, ©2002, ©2003, ©2004, ©2005, ©2006, ©2007, ©2008
Redator: Dennis Allan, C.P. 500 -- Jarinu – SP -- CEP: 13240-970

Todos os artigos no site usados com permissão dos seus autores e editoras, que retêm direitos autorais sobre seu próprio trabalho. / 
All of the articles on this site are used with permission of their authors and publishers, who retain rights of use and copyright control over their own work.

Estudos Bíblicos
estudosdabiblia.net
©1995-2020 Karl Hennecke, USA