Estudos Bíblicos

Por Que Falamos “Obrigado”?

Todos os dias ouvimos a palavra “obrigado”. Ela se tornou tão comum que achou seu lugar na lista de palavras comumente contraídas, sendo reduzida no dia a dia à simples expressão “brigado”. Muitas pessoas, porém, nunca pararam para pensar no significado da palavra. Por que falamos “obrigado”? Na maioria dos casos, é apenas um costume para expressar gratidão no momento. O verdadeiro sentido, porém, é de reconhecer uma dívida.

Quando procuramos entender as origens e significado real do termo, as implicações ficam evidentes. Alguns dicionários citam a raiz latina da palavra para mostrar que quem fala está assumindo uma dívida, pois se torna devedor com obrigação de pagar ou devolver um favor. Por esse motivo, o devedor fica atado por obrigação moral à pessoa que demonstrou gentileza.

As respostas comuns, também, refletem o significado real da palavra. Quando falamos “de nada”, “não há de quê” ou “imagina”, estamos desobrigando a pessoa, dizendo que ela não precisa pagar sua “dívida”. Ironicamente, uma resposta comum mostra falta de entendimento da palavra e acaba contrariando a intenção. Se você falar “obrigado” e a outra pessoa responde “obrigado você”, ela está dizendo, tecnicamente, que você fica como devedor mesmo! Nas trocas do dia a dia, não é isso que ela quer dizer.

Nosso interesse aqui, porém, não é com as questões linguísticas, e sim com a responsabilidade espiritual conforme as orientações bíblicas. Para isso, podemos dividir o assunto em duas partes.

(1) Em relação às outras pessoas, o cristão não vive na base de troca, onde espera um retorno quando faz um favor para alguém. Jesus disse que devemos mostrar a misericórdia e não esperar recompensas (Lucas 6:35-36). Pensando dessa forma, faz todo sentido responder para o “devedor” dizendo “Não há de quê”!

(2) Em relação a Deus, porém, devemos reconhecer que somos, de fato, devedores. Devemos fazer a mesma pergunta que o salmista fez: “Que darei ao SENHOR por todos os seus benefícios para comigo?” (Salmo 116:12). Nossa gratidão para com Deus não deve ser apenas uma expressão da boca para fora, e sim um serviço de dedicação total. Nossa gratidão a Deus nos levará a servir aos outros (1 João 3:16) e a nos submeter a Deus (1 Coríntios 6:19-20).

O cristão grato rejeitará as murmurações (1 Coríntios 10:10) e fará como Paulo ensinou: “Em tudo, deem graças, porque esta é a vontade de Deus para vocês em Cristo Jesus” (1 Tessalonicenses 5:18).

-por Dennis Allan


ESTUDOS BÍBLICOS       PESQUISAR NO SITE       MENSAGENS EM ÁUDIO      MENSAGENS EM VÍDEO     

ESTUDOS TEXTUAIS      ANDANDO NA VERDADE     O QUE ESTÁ ESCRITO?      O QUE A BIBLIA DIZ?

 

O Que Esta Escrito?
 
©1994, ©1995, ©1996, ©1997, ©1998, ©1999, ©2000, ©2001, ©2002, ©2003, ©2004, ©2005, ©2006, ©2007, ©2008, ©2009
 Redator: Dennis Allan, C.P. 500 -- Jarinu – SP -- CEP: 13240-970

Andando na Verdade
©1999, ©2000, ©2001, ©2002, ©2003, ©2004, ©2005, ©2006, ©2007, ©2008
Redator: Dennis Allan, C.P. 500 -- Jarinu – SP -- CEP: 13240-970

Todos os artigos no site usados com permissão dos seus autores e editoras, que retêm direitos autorais sobre seu próprio trabalho. / 
All of the articles on this site are used with permission of their authors and publishers, who retain rights of use and copyright control over their own work.

Estudos Bíblicos
estudosdabiblia.net
©1995-2017 Karl Hennecke, USA