Estudos Bíblicos

A Ética Flexível?

Não tenho costume de assistir a programas de televisão, mas o aparelho estava ligado enquanto eu aguardava a minha mulher em uma sala de espera. Uma apresentadora comentou sobre um caso atual e falou que, para não dizer que a pessoa era de mau caráter, diria que praticava a “ética flexível”.

A descrição “ética flexível” está na moda, mas o conceito é antigo. Há mais de 40 anos ouvi palestras sobre o tema e li o livro de Joseph Fletcher intitulado Ética Situacional. Autores modernos podem popularizar e tentar justificar a ideia, mas os seres humanos têm praticado a “ética flexível” desde a antiguidade.

Mesmo em uma sociedade que idolatra a tolerância em questões morais, há uma rejeição da ética flexível. Políticos atacam seus adversários quando falam “inverdades” (eufemismo para mentiras). É frequente encontrar, no ambiente profissional, declarações enfáticas rejeitando a flexibilidade da ética. Por exemplo, a administradora de empresas Susana Falchi diz: “Mas, quando se trata de comportamento ético não se tem flexibilidade! Ou você é Ético ou não é Ético! Não existe o Ético flexível!” (fonte:https://administradores.com.br/artigos/rh-deve-estar-atento-para-a-etica-flexivel. consultado em 23/12/2019). A existência de órgãos como INMETRO mostra a necessidade, geralmente aceita, de padrões fixos na ética.

A Bíblia não usa expressões como ética situacional, contextual ou flexível, mas ela contém ensinamentos que nos ajudam a entender como avaliar essas tendências de justificar ajustes éticos conforme as circunstâncias. Vejamos três exemplos:

Deus exige justiça entre seres humanos. “Não seja injusto ao julgar uma causa, nem favorecendo o pobre, nem agradando o rico; julgue o seu próximo com justiça” (Levítico 19:15).

Deus condena a mentira. “Por isso, deixando a mentira, que cada um fale a verdade com o seu próximo, porque somos membros do mesmo corpo” (Efésios 4:25).

Há um único padrão para todos. Em poucas palavras, a Bíblia rejeita a noção da liberdade humana de criar suas próprias noções da ética, pois seus princípios vêm de Deus: “O SENHOR detesta balanças desonestas, mas o peso justo é o seu prazer” (Provérbios 11:1); “Peso e balança justos pertencem ao SENHOR; obra sua são todos os pesos da bolsa” (Provérbios 16:11).

Quando tentados a flexibilizar a nossa ética, devemos lembrar de mais uma regra que Jesus revelou: “Façam aos outros o mesmo que vocês querem que eles façam a vocês” (Lucas 6:31).

-por Dennis Allan


ESTUDOS BÍBLICOS       PESQUISAR NO SITE       MENSAGENS EM ÁUDIO      MENSAGENS EM VÍDEO     

ESTUDOS TEXTUAIS      ANDANDO NA VERDADE     O QUE ESTÁ ESCRITO?      O QUE A BIBLIA DIZ?

 

O Que Esta Escrito?
 
©1994, ©1995, ©1996, ©1997, ©1998, ©1999, ©2000, ©2001, ©2002, ©2003, ©2004, ©2005, ©2006, ©2007, ©2008, ©2009
 Redator: Dennis Allan, C.P. 500 -- Jarinu – SP -- CEP: 13240-970

Andando na Verdade
©1999, ©2000, ©2001, ©2002, ©2003, ©2004, ©2005, ©2006, ©2007, ©2008
Redator: Dennis Allan, C.P. 500 -- Jarinu – SP -- CEP: 13240-970

Todos os artigos no site usados com permissão dos seus autores e editoras, que retêm direitos autorais sobre seu próprio trabalho. / 
All of the articles on this site are used with permission of their authors and publishers, who retain rights of use and copyright control over their own work.

Estudos Bíblicos
estudosdabiblia.net
©1995-2017 Karl Hennecke, USA