Estudos Bíblicos

Resoluções: De Novo?

É tradição tomar decisões para um novo começo quando entramos em um novo ano. Resoluções frequentemente abordam problemas de saúde e maus hábitos que prejudicam a pessoa: prometer perder peso, parar de fumar ou ficar menos tempo grudada no celular. Normalmente, essas decisões são feitas com boas intenções por pessoas que reconhecem a necessidade de mudar seus comportamentos para seu próprio bem.

E, normalmente, quase todas as resoluções são abandonadas e esquecidas nos primeiros dias do ano. Os sacrifícios são grandes, porque a comida, o cigarro ou a mídia social oferece prazer, e a sua ausência deixa saudades! A pessoa decide que a decisão foi radical demais e precisa ser reavaliada. Em outras palavras, simplesmente não quer se esforçar e mostrar a força de vontade para mudar seu procedimento.

Infelizmente, algumas resoluções não envolvem apenas o número de calorias ou miligramas de sódio que a pessoa vai ingerir. Em muitos casos, identificamos condutas que nos prejudicam espiritualmente, até ameaçando a nossa esperança de estar com Deus na eternidade. E seja no início de janeiro ou em qualquer outra data, decidimos mudar e abandonar práticas prejudiciais.

E daí? Até quanto vale a nossa resolução?

Jesus falou dos grandes sacrifícios necessários para ser um verdadeiro discípulo dele quando disse: “Ninguém que põe a mão no arado e olha para trás é apto para o Reino de Deus” (Lucas 9:62). Jesus não tentava amenizar o impacto das suas exigências. Ele usou linguagem forte para descrever o compromisso de segui-lo: negar a vida, tomar a cruz etc. Para um jovem apegado às suas riquezas, ele mandou vender tudo e dar aos pobres (Mateus 19:16-22). Disse às multidões que acompanhavam seus ensinos: “Assim, pois, qualquer um de vocês que não renuncia a tudo o que tem não pode ser meu discípulo” (Lucas 14:33).

Resoluções de mudanças importantes não serão cumpridas sem esforço e sacrifício. Não é fácil fechar a boca e recusar comer guloseimas nocivas à saúde. E certamente não é fácil abandonar o pecado e mudar totalmente as prioridades da vida para servir a Cristo. No caso de mudanças de hábitos alimentares, procuramos melhorar a qualidade da vida e até acrescentar alguns anos à vida aqui. Na decisão de deixar o pecado para nos tornar seguidores verdadeiros de Jesus, porém, procuramos a vida eterna na presença do nosso Criador e Salvador. Vale a pena cumprir a promessa de servir ao Senhor!

-por Dennis Allan


ESTUDOS BÍBLICOS       PESQUISAR NO SITE       MENSAGENS EM ÁUDIO      MENSAGENS EM VÍDEO     

ESTUDOS TEXTUAIS      ANDANDO NA VERDADE     O QUE ESTÁ ESCRITO?      O QUE A BIBLIA DIZ?

 

O Que Esta Escrito?
 
©1994, ©1995, ©1996, ©1997, ©1998, ©1999, ©2000, ©2001, ©2002, ©2003, ©2004, ©2005, ©2006, ©2007, ©2008, ©2009
 Redator: Dennis Allan, C.P. 500 -- Jarinu – SP -- CEP: 13240-970

Andando na Verdade
©1999, ©2000, ©2001, ©2002, ©2003, ©2004, ©2005, ©2006, ©2007, ©2008
Redator: Dennis Allan, C.P. 500 -- Jarinu – SP -- CEP: 13240-970

Todos os artigos no site usados com permissão dos seus autores e editoras, que retêm direitos autorais sobre seu próprio trabalho. / 
All of the articles on this site are used with permission of their authors and publishers, who retain rights of use and copyright control over their own work.

Estudos Bíblicos
estudosdabiblia.net
©1995-2017 Karl Hennecke, USA