Estudos Bíblicos

A Comunidade Espiritual no Novo Testamento

Desde a criação do primeiro casal, Deus tem providenciado meios de envolvimento dos seres humanos com seus iguais. No Antigo Testamento, observamos a importância do casamento, da família, das cidades, dos reinos e da congregação espiritual de Israel. No Novo Testamento, percebemos que esses vários relacionamentos continuam, com uma mudança de foco na comunidade espiritual. No Antigo Testamento, Israel foi um povo especial de alguns descendentes de Abraão. No Novo Testamento, a comunidade espiritual definida por Deus é mais abrangente, pois inclui pessoas de todas as nações. Essa congregação é comumente chamada de igreja, o povo que pertence a Jesus Cristo.

No sentido mais amplo possível, a palavra igreja se refere ao povo de Deus na sua totalidade. As Escrituras falam da “assembleia festiva [universal assembleia – RA2], a igreja dos primogênitos arrolados nos céus” (Hebreus 12:22-23). A palavra usada para descrever essa assembleia é a mesma que identifica uma assembleia comemorativa em uma praça pública, onde pessoas se reúnem com um propósito em comum. Nesse contexto, o autor mostra que os cristãos chegam a participar de um grupo enorme de servos do Senhor, tanto terrestres como celestiais, com intuito de honrar o Criador e Redentor. Quando Paulo descreve a igreja como o corpo de Cristo, “a plenitude daquele que a tudo enche em todas as coisas” (Efésios 1:23), ele fala nesse mesmo sentido inclusivo. Todos os remidos fazem parte desse corpo.

Na leitura do Novo Testamento, encontramos frequentes referências às igrejas em um sentido mais limitado, ou seja, citações de igrejas ou comunidades locais de seguidores de Jesus. Assim, Paulo disse: “Todas as igrejas de Cristo mandam saudações” (Romanos 16:16), e endereça suas epístolas às igrejas em diversas cidades. Ele escreveu “à igreja de Deus que está em Corinto, aos santificados em Cristo Jesus, chamados para ser santos” (1 Coríntios 1:2), “às igrejas da Galácia” (Gálatas 1:2), “à igreja dos tessalonicenses, em Deus Pai e no Senhor Jesus Cristo” (1 Tessalonicenses 1:1) etc.

Os cristãos primitivos tinham um convívio ativo nessas igrejas locais (Atos 20:7; 1 Coríntios 5:4; 11:33; 14:23; Tiago 2:2). Continua sendo importante para os cristãos se reunirem para a edificação mútua e adoração ao Senhor (Hebreus 10:25). Deus projetou as igrejas locais para preencher uma necessidade importante no nosso convívio e no serviço ao Senhor.

-por Dennis Allan


ESTUDOS BÍBLICOS       PESQUISAR NO SITE       MENSAGENS EM ÁUDIO      MENSAGENS EM VÍDEO     

ESTUDOS TEXTUAIS      ANDANDO NA VERDADE     O QUE ESTÁ ESCRITO?      O QUE A BIBLIA DIZ?

 

O Que Esta Escrito?
 
©1994, ©1995, ©1996, ©1997, ©1998, ©1999, ©2000, ©2001, ©2002, ©2003, ©2004, ©2005, ©2006, ©2007, ©2008, ©2009
 Redator: Dennis Allan, C.P. 500 -- Jarinu – SP -- CEP: 13240-970

Andando na Verdade
©1999, ©2000, ©2001, ©2002, ©2003, ©2004, ©2005, ©2006, ©2007, ©2008
Redator: Dennis Allan, C.P. 500 -- Jarinu – SP -- CEP: 13240-970

Todos os artigos no site usados com permissão dos seus autores e editoras, que retêm direitos autorais sobre seu próprio trabalho. / 
All of the articles on this site are used with permission of their authors and publishers, who retain rights of use and copyright control over their own work.

Estudos Bíblicos
estudosdabiblia.net
©1995-2017 Karl Hennecke, USA