Estudos Bíblicos

Barrabás: Nosso Espelho

A crucificação de Jesus Cristo pode ser corretamente descrita como o acontecimento mais importante da História, pois trata do meio de Deus oferecer a salvação para todas as pessoas. Nenhuma batalha, eleição, praga ou crise financeira chega perto da importância do sacrifício feito na cruz do Calvário.

Atribuindo ao evento a devida importância, os autores dos Evangelhos dedicaram aproximadamente 25% das páginas dos seus relatos aos acontecimentos daquela semana. Falaram sobre pessoas que receberam Jesus com alegria e outras que tramaram sua morte. Citaram nomes de pessoas envolvidas na prisão, no julgamento e na procissão triste até a cruz. Comentaram sobre as pessoas presentes ao redor da cruz e o que elas fizeram e falaram.

Entre todas as pessoas envolvidas no dia da morte de Jesus, um homem serve como espelho para todos nós. Ele não participou da prisão de Jesus, como fez Judas o traidor e os servos do sumo sacerdote. Ele não teve papel ativo no julgamento de Jesus, como Caifás, Pilatos e Herodes Antipas. Ele não carregou a cruz, como fez Simão Cirineu. Não pregou as mãos e os pés de Jesus na cruz, nem zombou dele enquanto sofreu, como fizeram os soldados. Não acompanhou a procissão chorando, como fizeram várias mulheres. Não permaneceu ao pé da cruz com a mãe de Jesus, Maria Madalena, Salomé e outras mulheres.

Barrabás não participou ativamente da crucificação de Jesus, mas foi diretamente beneficiado pela morte do Salvador. Em uma manobra política, o governador soltou Barrabás, homem condenado por crimes gravíssimos, e condenou Jesus a morrer no seu lugar. Esse criminoso não mereceu sua liberdade, mas sua vida foi poupada porque um homem inocente sofreu.

Quando Jesus foi preso, você não estava lá. Eu não participei dos julgamentos que levaram à sentença de morte. Nós não presenciamos a procissão até o Calvário, e não pegamos o martelo para pregar suas mãos inocentes na madeira da cruz. Não zombamos quando ele sofreu naquele dia. Como tudo isso aconteceu quase 2.000 anos atrás, podemos dizer que não participamos da crucificação de Jesus.

Mesmo estando em Jerusalém naquele dia, Barrabás, também, não participou e não mereceu o benefício. Barrabás foi posto em liberdade pelo sacrifício de Jesus.

Nós temos a oportunidade de receber o mesmo benefício, ou melhor, um benefício semelhante, mas muito superior. Pelo sacrifício de Jesus, podemos ser libertos dos nossos pecados e receber a vida eterna!

-por Dennis Allan


ESTUDOS BÍBLICOS       PESQUISAR NO SITE       MENSAGENS EM ÁUDIO      MENSAGENS EM VÍDEO     

ESTUDOS TEXTUAIS      ANDANDO NA VERDADE     O QUE ESTÁ ESCRITO?      O QUE A BIBLIA DIZ?

 

O Que Esta Escrito?
 
©1994, ©1995, ©1996, ©1997, ©1998, ©1999, ©2000, ©2001, ©2002, ©2003, ©2004, ©2005, ©2006, ©2007, ©2008, ©2009
 Redator: Dennis Allan, C.P. 500 -- Jarinu – SP -- CEP: 13240-970

Andando na Verdade
©1999, ©2000, ©2001, ©2002, ©2003, ©2004, ©2005, ©2006, ©2007, ©2008
Redator: Dennis Allan, C.P. 500 -- Jarinu – SP -- CEP: 13240-970

Todos os artigos no site usados com permissão dos seus autores e editoras, que retêm direitos autorais sobre seu próprio trabalho. / 
All of the articles on this site are used with permission of their authors and publishers, who retain rights of use and copyright control over their own work.

Estudos Bíblicos
estudosdabiblia.net
©1995-2017 Karl Hennecke, USA